Um café da manhã revigorante e sustentável

0
288

Cada vez mais, quem se hospeda em um hotel busca uma experiência agradável no café da manhã. A trabalho ou lazer, os hóspedes de hoje estão conectados e atentos a tendências para uma alimentação mais saudável. Dietas low carb, veganas, orgânicos, sem glúten, sem lactose são as mais solicitadas. 

Em Gramado, cidade da serra gaúcha que naturalmente seduz por seus atrativos turísticos, o Hotel Bangalôs da Serra tem investido em proporcionar uma experiência diferenciada aos seus hóspedes nesta refeição tão importante. Em um espaço com vista privilegiada para o Vale do Tigre, o hotel serve alimentos frescos de produção orgânica, do próprio empreendimento e de fornecedores locais.

Sucos naturais de diferentes frutas, geleias produzidas no local, bolos e pães sem glúten e sem lactose e ovos amarelinhos da colônia são oferecidos no buffet de café da manhã.

Café em grão, moído e passado na hora

E o café – propriamente dito – é um dos pontos altos. Oriundo das fazendas de Minas Gerais, é moído  e passado na hora, ficando mais aromático e saboroso. (nem precisa dizer que nos esbaldamos!). Durante a nossa hospedagem, fomos brindados, ainda, com um delicioso bolo de café, receita da proprietária Marilu Kern.  

Bolo de café especialmente feito para nossa chegada: delicioso!

Tudo convida a um momento relax em família. Até os pets são bem-vindos na varanda junto ao restaurante (o hotel é pet friendly, com estrutura para abrigar pequenos animais nos bangalôs).

Hotel é pet friendly : pequenos animais podem ficar com seus donos na varanda do restaurante

Sustentabilidade por toda a parte

O Hotel Bangalôs da Serra surpreende também por outros diferenciais: todo o seu funcionamento é sustentável, respeitando o tripé econômico, social e ambiental.

Para preservar o meio ambiente, há projetos como o uso de energia solar e eólica, aproveitamento de água da chuva, uso de lenha de reflorestamento e resíduos de madeira da fabricação de móveis para aquecimento da água.

Área verde com aproveitamento sustentável

Nos cinco tipos diferentes de bangalôs – Amor Perfeito, Araucária, Ipê, Hortênsia e Azaleia – há economizadores de energia e as lâmpadas e televisores são de LED. Os cobertores usados para aquecer os hóspedes são feitos de garrafa PET e os tapetes são produzidos com resíduos da indústria automobilística.

Todo o lixo orgânico produzido no hotel vai para a compostagem e é usado como adubo na horta, roça e pomar. As crianças podem conviver com o dia a dia de uma mini fazendinha e alimentar a vaquinha Genoveva, que se tornou um símbolo do local, e outros animais como aves, coelhos e tartarugas. Mais de 80 espécies de pássaros já foram registradas no local proporcionando uma trilha sonora especial aos mais de 30 mil metros quadrados de área verde. Os pais também se encantam colhendo frutas do pé ou aproveitando os recantos para meditação.

Crianças e adultos acompanham as rotinas da fazenda

“Estimulamos a convivência das famílias em nosso hotel, com atividades de recreação sustentaveis”, comenta Lineu Kern, proprietário do empreendimento.  

E conseguem! Nos dois dias em que estivemos hospedados por lá quase nem sentimos vontade de sair do hotel. São tantas atrações que dá para dizer, com certeza, que este eco-hotel é mais um dos pontos turísticos de Gramado.

Laura Gluer e os simpáticos anfitriões Lineu e Marilu Kern, proprietários da pousada

Bangalôs da Serra

Rua Mozé Scur, 1511 – Gramado

Fone (54) 3286-4004

Whats (54) 98402-6675