Seattle, berço da Starbucks, é a capital mundial do café

0
606

Os Estados Unidos da América é o país que mais consome café no mundo. Lá não crescem cafezais, mas os grãos são importados de diferentes partes do mundo e consumidos avidamente, sob a forma de bebida. A cidade estadunidense mais cafeinada é Seattle, considerada a “capital mundial do café”. Seattle tem a maior concentração de cafeterias do país – 2,5 para cada mil cidadãos. Também é o berço de uma megaoperação comercial do café em nível mundial, a Starbucks.

A Starbucks começou em 1971, no mercado Pike Place, como uma pequena cafeteria (foto da fachada da primeira loja abaixo), vendendo cafés importados de todo o mundo. Atualmente, com mais de 15 mil lojas em 50 países, a Starbucks é a mais importante empresa mundial de torrefação e venda de café especial.

Mas também há outras cafeterias independentes em Seattle, principalmente na área do Capitol Hill, como Bauhaus Book & Coffee, Espresso Vivace e Victrola Coffee. No bairro de Maple Leaf, Cloud City oferece autoatendimento a um dólar por xícara e espaço kids. Para quem gosta de um acompanhamento meganutritivo, tem também o Beth´s, que fica aberto 24 horas e serve um famoso omelete com 12 ovos para acompanhar o café.

Em um passeio por Seattle e outras grandes cidades dos EUA, é possível encontrar cafés em todos os lugares, de lavanderias automáticas a cabeleireiros, cinemas e até clubes de strip. O Take Away é uma tendência que cresceu muito nos últimos anos.

Lá, como aqui, o café é combustível. Aliás, no ranking do consumo mundial de café, o Brasil está em segundo lugar, só perdendo para os Estados Unidos.