Café na compostagem

0
38

A compostagem é um processo que transforma matéria orgânica em adubo. “Qualquer lugar com geração de resíduo orgânico pode ter uma composteira”, explica o engenheiro ambiental e diretor do Projeto Raiz, Leonardo Quintela (foto abaixo). E a maioria dos resíduos orgânicos pode virar adubo. Inclusive o nosso amado e inseparável café, ajudando a contribuir para a sustentabilidade do planeta.

A borra do café é um excelente insumo no processo de compostagem, rico em nutrientes, e que resulta em um adubo de qualidade. Quintela tem apoiado cafeterias e escritórios que produzem muita borra de café como resíduo, na implantação de composteiras. “O café tem cálcio e magnésio, que são ótimos para o solo”, comenta Leonardo.  Uma das cafeterias atendidas pelo Projeto Raiz foi a Moa Café, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre, que já desenvolve outras ações de sustentabilidade.

Atualmente existem diferentes tamanhos de composteiras, abertas e fechadas. Podem ser instaladas em pátios ou espaços fechados, não trazendo odor ao ambiente. O Projeto Raiz instala composteiras em escolas, como ação de educação ambiental, residências e estabelecimentos comerciais.

Coffee lover aduba as plantas de casa com borra do café

O programador Guilherme Maron (foto abaixo) é um exemplo de coffee lover que aderiu à compostagem doméstica e passou a dar um fim nobre para sua borra do café. O morador antigo do apartamento onde mora deixou alguns vasos plantados e ele começou a adubar com café para reavivá-los. “No começo, deixava os cafés com filtro mesmo para absorver toda a umidade. Em seguida, as mini-margaridas começaram a florescer”, comemora Guilherme, que já planeja ampliar a horta caseira, plantando temperos.