Café e pinceis

0
47

Ela faz arte em qualquer superfície. Em um grande painel de cafeteria ou em um macaron. Até máscaras de proteção para a Covid-19 está pintando.

A publicitária e artista plástica Virgínia dos Santos Giulian tem nos pincéis uma forma de comunicação. E como é uma super coffee lover acaba tendo a temática do café como uma inspiração constante.

É de sua autoria o painel que ilustrou a primeira edição da Confraria do Café Combustível, em março. Ela também fez a imagem que estamos usando para marcar a Semana do Café Brasileiro e o Dia Nacional do Café que se comemora em 24 de maio.

Além disso, ela já pintou muitas cafeterias e restaurantes em várias cidades e, cada vez mais, se especializa na pintura delicada de pães de mel, macarons e outras delícias, em tinta comestível, que são vendidos em confeitarias e por encomenda.

“Eu pinto qualquer coisa”, brinca Virgínia. A paixão pelos pinceis começou por volta dos 12 anos, quando começou a acompanhar a mãe em aula de pintura. Desde então nunca mais parou, sempre fazendo cursos – dos mais artesanais aos mais técnicos. Mais tarde, quando foi estudar Publicidade e Propaganda na PUC, seu interesse não poderia ser outro: a arte-final.

Quanto aos cafés, Virgínia tem na bebida seu combustível. O primeiro do dia é em um copo de 300 ml e depois durante o dia vai consumindo em xícaras menores. “Nunca parei para contar, mas são vários por dia”