Café e empreendedorismo

0
159

Muita gente pensa que o café é lucrativo só para quem produz o grão ou para quem vende a bebida. Engano. No mundo do empreendedorismo, é possível criar projetos inovadores com o café, na moda e em outros segmentos, reforçando o café como conexão entre as pessoas.

O próprio Café Combustível é um exemplo disso. Nasceu da iniciativa desta jornalista coffee lover, que decidiu compartilhar conteúdos sobre a bebida e tudo o que ela pode proporcionar.

Veja essas duas histórias de empreendedorismo no mundo do café. Quem sabe não servem de inspiração para uma outra história de sucesso cafeinada??

Use Café: camisetas que traduzem um estilo de vida

Os irmãos Felipe e Milena Liberal, de Recife, fundaram em 2018 a grife de roupas Use Café. Felipe é historiador e Milena, fisioterapeuta. Nunca haviam trabalhado com moda ou café, mas queriam encontrar uma forma de se comunicar com as pessoas através do café. Foi então que pensaram em produzir camisetas que falassem diretamente com quem ama a bebida.

Irmãos empreendedores: Milena e Felipe tratam o café como conceito

Com camisetas de design limpo, ilustradas com expressões bem diretas como Café Preto, Cafeína e Café com Leite, a marca trata o café como conceito, com subjetividade. “A essência da Use Café é trazer com simplicidade um estilo de vida”, explica Felipe.

No início de 2019, a dupla de empreendedores procurou a Livraria Cultura, por acreditar que o negócio tinha muita sintonia com este conceito. Começaram vendendo para a loja de São Paulo, na Avenida Paulista, e hoje estão também nas praças de Recife, Porto Alegre e Ribeirão Preto. A partir de fevereiro, as camisetas Use Café também poderão ser encontradas nas livrarias de Brasília e Fortaleza. A loja virtual Bento Store é outra revendedora dos produtos dos irmãos Liberal.

Segundo Felipe, a expansão é resultado da validação dos produtos pelos clientes e do trabalho constante na construção da marca, criando valor, pesquisando cores e tendências. O desafio agora é a diversificação, ou seja, quais produtos desenvolver além das camisetas.

Acreditando (como nós, do Café Combustível) que o café é muito mais do que uma bebida, a marca Use Café criou ainda o projeto Cafeína Talks, que reúne empreendedores para papos sobre temas variados, regados a muito café. A ideia é expandir esse projeto para outras capitais do país onde a marca esteja presente.  

Recoffee Design: borra que vira arte

O café gera cerca de 20 milhões de toneladas de resíduos por ano, em todo o mundo, segundo pesquisa da Universidade de Navarra, na Espanha. A borra de café que vai diariamente para o lixo e gera impacto ambiental, pode se transformar em diversas utilidades, como as biojoias e objetos de decoração desenvolvidas pela Recoffee Design.  Além de bonitas, as peças se inspiram em um modelo de negócio conhecido como Upcycling, que dão um novo uso e propósito a um produto que seria descartado e com maior valor agregado.

O projeto começou há dois anos, com o trabalho de conclusão de curso da designer Ana Paula Naccarato. Após alguns testes experimentando formas de reaproveitar os insumos produzidos pelo café, chegou a uma resina vegetal atóxica que misturada à borra resulta em um composto aerado, que apesar de rígido, confere leveza ao material 100% moldável.

A ideia saiu da faculdade, e assim nasceu a startup Recoffee Design, em parceria com o administrador Rafael Fortes Guimarães e o biólogo Sérgio Luiz Camargo, na empreitada de tornar a produção ainda mais sustentável . “Essa é uma proposta muito ligada à nova economia, tanto as marcas como os clientes estão mais atentos ao ciclo produtivo. Prezamos por uma cadeia de produção ecofriendly e temos a permanente ambição de maximizar o conteúdo de matérias primas recicladas em nossas fórmulas ” explica Sérgio, que por 13 anos trabalhou com tecnologia sustentável.

Peças produzidas com borra de café

Com design minimalista e geométrico, as peças são exclusivas e com características únicas. “Assim como o desenvolvimento do material, meu processo de criação também é bastante experimental. Gosto de me debruçar no ateliê, cortar e lixar as peças para ir compondo os elementos, assim vão surgindo novas ideias e produtos”, conta Ana Paula.

São mais de 60 modelos de produtos, que apresentam tons terrosos da cor café, do mais claro ao forte. Há, ainda, objetos de decoração como relógios de parede, vasos, luminárias e bandejas. O último lançamento da marca são os revestimentos, produzidos sob encomenda, com tamanho e nível de coloração customizados.

Expectativa é expansão da marca

As vendas são feitas por meio do e-commerce da marca e no showroom, em Ribeirão Preto (SP), onde iniciou-se a operação comercial há um ano. Além de firmar novas parcerias e projetos, a expectativa da empresa é ampliar os pontos de venda físicos pelo país, principalmente em cidades metropolitanas, para isso, oferece pacotes para compras em atacado.

Você
conhece alguma história bacana de empreendedorismo e café? Conta para a gente!
Queremos publicar.