Café 100% Digital

0
30

A pandemia do Covid-19 trouxe muitos desafios para cafeterias, bares, restaurantes e empreendimentos gastronômicos. A impossibilidade de atender presencial e a queda no faturamento, juntamente com a dificuldade em renegociar contratos de aluguel, financiar dívidas e folha de pagamento, fez com que muitas empresas optassem por encerrar suas atividades em um ponto físico e migrassem totalmente para o ambiente digital.

Em Porto Alegre, tivemos alguns exemplos. Turquesa Confeitaria Artesanal, na Vila Assunção, na zona sul da capital gaúcha, e um dos mais antigos cafés da cidade, o Café do Porto, criado há 25 anos na então badalada Av. Padre Chagas, ponto nobre da cidade. Em ambos os casos, as proprietárias anunciaram que estarão mantendo suas marcas no ambiente digital.

A Turquesa que começou fazendo tortas por encomenda e depois virou confeitaria, voltou para sua vocação original. Agora atende online vendendo tortas doces e salgadas inteiras ou em fatias, e também fornecendo para outras cafeterias.

Café do Porto antecipa que terá um formato diferente, levando seus cafés especiais em grãos e moídos até o cliente, reproduzindo ao máximo a experiência da tradicional cafeteria.

Café Combustível pediu a opinião de uma consultora na área de marketing digital para analisar este novo cenário. Veja abaixo o artigo da Mari Gonçalves, da Conteúdo Ativo. 

Empreender com café no digital

Mari Gonçalves é consultora em plataformas digitais

Essa foi a questão que me fizeram na hora de propor este artigo. E como uma apaixonada por digital e café que é meu combustível diário para a criatividade, acredito muito que uma cafeteria consiga se adaptar para o mercado digital. Todos os negócios, realmente todos podem de forma inovadora migrar suas atividades para o digital.

O dia 11 de março de 2020 marcou a vida de muitos empreendedores, pois foi declarada uma pandemia. Nesse dia, empresas que sempre trabalharam em suas lojas físicas, usando as redes sociais e, às vezes, um site institucional apenas para divulgação de marca, se viram com o desafio de terem que enfrentar essa nova fase. E agora como isso vai funcionar realmente?

Funciona, pois quem aprecia café vai continuar gostando de café, a vontade de experimentar novos sabores e sentir aromas vai aumentar no confinamento. Porém para uma cafeteria se manter no digital de forma escalável é preciso ir além do delivery. Na internet, a palavra de ordem é a diferenciação, pois em poucos cliques é possível conhecer 2, 3 ou 4 cafeterias com o mesmo raio de entrega. E daí o que a sua vai oferecer de diferente?

Outro desafio é que o delivery acaba impactando no custo de entregas. Além disso, muitos pratos e bebidas que antes eram vendidos na loja física, devido à entrega não podem mais ser comercializados, pois dependem de uma montagem especial e isso faz com que o ticket fixe em um valor. Uma forma de solucionar isso é pensar na experiência, no e-commerce e quem sabe em capacitações. Abaixo listo algumas situações que possam ser exploradas pelas cafeterias.

  • Comercializar os produtos necessários para fazer um café especial: Grãos, máquinas, coadores, entre outros. Com o isolamento os consumidores de café irão experimentar mais no estilo faça você mesmo. Eu por exemplo tenho quatro soluções diferentes para tomar café no dia, e confesso que uso pelo menos 2 tipos diferentes ao dia.
  • Pensar na decoração com foco em café: O ambiente na hora de tomar um café sempre foi um dos pontos que me faziam escolher uma cafeteria, e acredito que muitos buscarão reproduzir um pouco desse ambiente em casa. Uma xícara diferente, um quadro, um elemento para mesa, até mesmo um incenso pra deixar a casa com aquele cheirinho de café. Aqui a imaginação será uma grande aliada para inovar no e-commerce.
  • Conteúdos em redes sociais: Sabe quando você ia na mesa do cliente e ajudava ele a passar o café da forma correta? Conversava e mostrava a melhor forma? Essa conversa tem que migrar para as redes sociais. Se a sua cafeteria montou uma caixa onde vai pó de café, passador e um bolinho por exemplo, você tem que pensar em como mostrar pra ela a forma correta de ter a melhor experiência. Não economize nos conteúdos explicativos, não transforme a sua rede social em uma rede de panfletar anúncio de vendas.

Os cafés digitais têm tudo para dar certo. É importante acreditar no seu produto, expandir suas operações para além do delivery e pensar sempre qual a melhor experiência que você irá proporcionar. Basta pensar que você está atendendo pessoas e imaginar como elas estarão se sentindo ao receber seu produto. Não tem como dar errado.