5 perguntas para o coffeelover Olegário

0
27

O jornalista e professor universitário Leandro Olegário é um coffeelover assumido. Ele já tomou muito café nas redações dos veículos por onde passou (Band, Record, TVE, entre outros) adora tomar um café em cafeterias ou nas salas de professores onde transita, mas atualmente também não dispensa o café em casa.

Ele inaugura a sessão 5 perguntas para coffeelovers do Café Combustível. Confira:

Café Combustível – Você se considera um jornalista movido a café?
Leandro Olegário – Com certeza o café faz parte da minha rotina e da minha trajetória. Quando estudante, aprendi desde cedo que o bar da faculdade era um ponto de encontros e troca de ideias. Sempre com café. Na Redações pelas quais passei, tomar café significava aquela pausa necessária para encontrar a palavra certa ou baixar a adrenalina depois de finalizar uma reportagem. Na sala dos professores, indispensável. Durante a pandemia, no trabalho em casa, companheiro inseparável em todos os turnos.

CC – Quantos cafés costuma tomar por dia?
LO – Em média, seis xícaras. Duas pela manhã e quatro ao longo da tarde e início da noite. E sem açúcar.

CC – Tem algum método preferido?
LO – Utilizo cafeteira por praticidade. Mas o preferido é o passado. Para incrementar ou brincar com o paladar, em casa, por vezes, coloco uma pitada de canela.

CC– Mudou alguma coisa no consumo na redação, na vida acadêmica e agora em home office?
LO – O consumo continua existindo na mesma quantidade. O que faz falta é o ritual do café com os encontros na sala dos professores, na coordenação. De ir ao bar da faculdade pegar um cafezinho e encontrar os colegas e os alunos, sentar-se à mesa pra falar da vida e de amenidade. Daquele momento, entre doses de café, sabermos um pouco mais sobre o mundo e as coisas que nos cercam e ainda pensar projetos em conjunto.

CC– Por que o café é um combustível?
LOCafé é um combustível porque ele reúne dois ingredientes motivadores: o tempo da pausa e o espaço da memória afetiva. Isso é capaz de trazer leveza, expandir a mente e provocar um sopro de ânimo para olhar para os problemas e encontrar com mais assertividade as soluções.

Leandro Olegário foi um dos participantes da live especial do Café Combustível em homenagem ao Dia do Jornalista e ganhou de brinde uma térmica nova da Sanremo